Ozonioterapia: O que é, e quem pode aplicar?

Você gostaria de conhecer o que é Ozonioterapia? Se sim, este artigo é o certo pra você. 

Como você verá neste artigo, a ozonioterapia é um procedimento que consiste basicamente na administração do gás ozônio no corpo com o objetivo de tratar alguns problemas de saúde.

O gás ozônio é composto por 3 átomos de oxigênio que possuem propriedades analgésicas, anti-inflamatórias e anti-sépticas.

Além disso, ele também promove o efeito de melhora da oxigenação dos tecidos, assim como o fortalecimento do sistema imunológico.

Por causa das suas propriedades, esta terapia pode ser indicada para o tratamento de problemas crônicos, por exemplo, artrite, dor crônica, atraso da cicatrização e entre outros.

Entretanto, esse tratamento deve ser realizado apenas por profissionais da saúde, aplicando o ozônio localmente ou injetado via intravenosa, intramuscular ou por insuflação retal.

A ozonioterapia é um tratamento que está inserido na Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC) do SUS, pela Portaria nº702/2018 do Ministério da Saúde.

Sendo assim, todo profissional da saúde pode realizar esse tratamento na sua área de atuação.

Como funciona a ozonioterapia?

Essa terapia funciona interrompendo os processos que não são saudáveis para o corpo do paciente, como o desenvolvimento de bactérias patogênicas em caso de infecção, ou impedindo alguns processos oxidativos.

Por isso, esse tratamento pode ser utilizado para melhorar diversos problemas de saúde como, por exemplo:

  • Problemas respiratórios,
  • Distúrbios no sistema imune,
  • Tratamento da AIDS,
  • Tratamento do câncer,
  • Tratamento de infecções,
  • Complicações na diabetes,
  • Tratamento de feridas.    

Além de auxiliar no tratamento desses problemas de saúde, o ozônio também pode ser utilizado para auxiliar no combate de outros problemas como artrite, degeneração macular, reumatismo, hérnia de disco, problemas circulatórios e entre outros. 

Ele também pode ser utilizado na área odontológica para o tratamento de cáries.

Ozonioterapia na estética

A Ozonioterapia também tem seu espaço nos tratamentos estéticos. Devido suas propriedades, a Ozonioterapia pode ser usada para os seguintes tratamentos:

  • Rejuvenescimento da pele e tratamento de hipercromias;
  • Combate de acne e da queda capilar;
  • Tratamento contra flacidez da pele e papada;
  • Proteção e rejuvenescimento facial;
  • Eliminação de celulite, estrias e gordura localizada.

Como é realizado o tratamento com ozonioterapia?

A aplicação do ozônio deve ser realizada por uma profissional da saúde e nunca por via inalatória.

Existem diversas maneiras para a realização da ozonioterapia, aplicando o gás diretamente na pele do paciente, caso o objetivo seja tratar uma ferida, ou via intravenosa ou intramuscular.

Para que o ozônio seja aplicado através da veia, para tratar algum problema de saúde é preciso fazer a retirada de uma determinada quantidade de sangue para ser misturada com o gás e depois ele deve ser administrado novamente na pessoa via intravenosa.

Além disso, também são utilizadas outras técnicas para a realização do tratamento, como a intradiscal, paravertebral ou insuflação retal, em que é introduzida uma mistura de ozônio e oxigênio através de um cateter no cólon.

Quais profissionais podem aplicar a ozonioterapia nas suas áreas?

Profissionais da saúde que atuam em diferentes áreas podem utilizar essa terapia para tratar dos seus pacientes.

Dentista

O dentista pode utilizar essa técnica para realizar qualquer procedimento, inclusive para tratamentos estéticos, de acordo com a resolução CFO n° 166/2015.

A ozonioterapia possui muitas utilizações na odontologia e possui o seu próprio gerador de ozônio para ser utilizado nessa área.

Enfermagem

Na área da enfermagem essa terapia pode ser utilizada no tratamento de feridas. Os profissionais de enfermagem estão regulamentados para utilizar esse procedimento, segundo o parecer n° 308/2015.

Farmácia

De acordo com a resolução do Cofen n° 567/2018, o profissional farmacêutico poderá utilizar a ozonioterapia para cuidar dos pacientes com feridas, mas não para fins estéticos.

Fisioterapia

De acordo com resolução 380/2010 do Conselho Federal de Fisioterapia, o fisioterapeuta poderá utilizar todas as práticas da Ozonioterapia.

Existe alguma contraindicação?

Sim. Esse tratamento não é recomendado para os pacientes que possuem deficiência relacionada à enzima G6PD.

Isso porque a sua ausência ou deficiência pode prejudicar em massa as células do sangue que são responsáveis por transportar o oxigênio.

Conclusão

A ozonoterapia consegue ser um tratamento eficaz contra diversos tipos de doença.

O ozônio utilizado é um recurso que permite que os pacientes possam ter uma qualidade de vida em pleno tratamento.

Caso tenha gostado do artigo, aproveite e compartilhe em suas redes sociais.

Compartilhe:

Mais Publicações

Quem é Daniela Fidellis? 

Daniela Fidellis é mentora de clínicas e profissionais de estética e saúde. Atua no mercado de estética desde 2000, e como proprietária de clínica durante

Não sabe por onde começar a organizar sua empresa e sente que está perdendo dinheiro?

Quer ter Sucesso e Ganhar Dinheiro na Estética?